Polônia (Polska)



Conforme há havia comentado, Netinha e eu saímos de Berlim na Segunda-Feira (31/05/2010) rumo à Polônia, a terra-natal de Nicolau Copérnico, Friedrick Chopin e Karol Wojtyla (o Papa João Paulo II)!!!

Esse simpático país que veio a conhecer o que é Democracia somente a partir de 1989 (Lech Walesa e o famoso Sindicato "Solidariedade") tem sua História marcada por muita luta, muito derramamento de sangue, pois sempre foi alvo de diversas disputas territoriais.

Só para se ter uma idéia, a Polônia "não existia no mapa", em termos oficiais, entre 1772 e 1918: nesse período de 146 anos que incluiu todo o Século XIX, o Território Polonês se encontrava dividido entre a Rússia, a Prússia e a Áustria.

Nesse período, porém, a "Nação Polonesa" não deixou de existir! O filme "À Noite Sonhamos" é dedicado à vida do Compositor Erudito Friedrick Chopin (1810 - 1849) e mostra ao Apreciador os diversos problemas políticos que assolavam esse país que era então dominado pelos czares russos! Mas o Polonês, de um modo geral, fazia questão de "continuar sempre sendo Polonês"!!!

Apesar de ter recuperado a sua Independência, após o término da primeira guerra mundial, em 1918, o país foi invadido em 1939 por tropas alemãs e soviéticas e, após o término da segunda guerra mundial, em 1945, a Polônia foi dominada pelo regime comunista até 1989, quando Lech Walesa se tornou o Presidente Polonês, e a Polônia começou a conhecer o Regime Democrático.

Em 1999, a Polônia ingressou na OTAN e, em 2004, a Polônia começou a fazer parte da Comunidade Européia, embora não tenha ainda adotado o Euro, a exemplo da Hungria, República Tcheca e República Eslovaca.

A Polônia é também um País bastante Católico e, ao que consta, foi o único país comunista, onde a ditadura e a repressão não conseguiram impedir a Prática Religiosa! Segundo informação da Guia Turística local, a Polônia possui aproximadamente cinco Padres para cada Igreja!!!

Lembrando também que o Cardeal Polonês Karol Wojtyla, foi eleito como Sua Santidade o Papa João Paulo II em 1978 e, em seu Pontificado que durou até 2005, ele foi o primeiro Papa não italiano em mais de 400 anos!!!

E, para que vocês sintam a mesma emoção que Netinha e eu sentimos na Polônia, a leitura desse pequeno resumo será ao som da Polonaise No 6 em Lá Bemol Maior ("Heróica") - Opus 53 do Compositor e Pianista Polonês Friedrick Chopin, interpretada pelo Pianista Adam Harasiewicz!

Chegamos a Wroclaw que, da maneira como se escreve em Polonês, a palavra possui uma espécie de "éle cortado" - pronúncia = "Vróssuav" (ver foto logo abaixo). Também chamada Breslávia ou, em alemão, Breslau; em Tcheco, Vratislav; e, em Latim, Vratislavia), Wroclaw fica na Região da Silésia e possui cerca de 640.000 habitantes. A simpática cidade se localiza às margens do rio Oder (Odra, em Polaco), a cerca de 350 km da Capital Varsóvia.

Na foto abaixo, "escaneada" de um cartão postal, observa-se algumas vistas de Wroclaw, além do brazão e o nome escrito em letras maiúsculas:



Chegamos a Wroclaw num dia de chuva... Mas o Polonês é um Povo bastante receptivo e generoso, com bastante "calor humano"...





A Catedral de São João Batista (Katedra Jana Chrzciciela):





Na seqüência, algumas fotos da praça principal no "Centro Velho" ("Stare Miasto") de Wroclav (o nome "Stare Miasto" também designa a praça principal no Centro Histórico das cidades de Cracóvia e Varsóvia).















Esse portal, ladeado pelas duas pequenas torres, é chamado popularmente de "Hansel & Gretel" ("João e Maria", das Estórias Infantis)...



Tentando aprender a tocar o Contrabaixo... foi difícil, pois faltava o Arco...



Netinha e eu pernoitamos em Wroclav e, na Terça-Feira (01/06/2010), seguimos para Cracóvia, passando antes pelo Santuário de Nossa Senhora de Czestochowa:



A Cidade de Czestochowa é bastante visitada por Peregrinos Católicos a exemplo de Fátima em Portugal, e Aparecida do Norte-SP, no Brasil. Na foto abaixo, uma Imagem de Nossa Senhora de Czestochowa, a Padroeira da Polônia, também conhecida carinhosamente como "Madona Negra":



A belíssima Cerimônia, na qual a "janela" se abriu e apareceu a Imagem de Nossa Senhora de Czestochowa, ao som de Trompetes e Tambores!!! Reparem no brilho da Imagem no Altar!!!



Seguem mais algumas fotos do Santuário de Nossa Senhora de Czestochowa:







Na foto abaixo, também em Czestochowa, Emilia e Karol Wojtylowie, os pais de Karol Wojtyla, o Papa João Paulo II:



No mesmo dia, Netinha e eu "cortamos o estradão" rumo à Cracóvia. Na foto abaixo, um simpático restaurante típico, onde foi o nosso almoço:



E, na mesma Terça-Feira (01/06/2010), no final da tarde, chegamos à Cidade de Cracóvia!

No mesmo dia, Netinha e eu fomos conhecer a famosíssima Mina de Sal (Sal-Gema) de Wieliczka, com sua "Catedral de Sal", diversos Lagos Subterrâneos, além de um impressionante complexo de galerias com várias estátuas esculpidas em sal!!! Sem dúvida, uma atração única no mundo inteiro!!!





Na foto abaixo, o "Mineiro-Guia" que nos conduziu nessa visita, dentro da "Catedral de Sal":



Na foto abaixo um dos Candelabros da "Catedral de Sal", cujas "gemas" são feitas também de "Sal Grosso":



O mesmo Candelabro fotografado "de baixo para cima":



Um dos corredores:



E uma Escultura que homenageia o Papa João Paulo II, concluída em 1999. O Sumo Pontífice não chegou a conhecê-la, pois uma Viagem à Polônia que havia sido programada teve que ser cancelada devido a problemas de saúde que o Papa estava enfrentando na ocasião.



E, na Quarta-Feira (02/06/2010), Netinha e eu passeamos pela histórica Cracóvia que, durante seis séculos, foi a Capital Polonesa, na Idade Média.

Cracóvia (Kraków) foi a única Cidade Polonesa que escapou ilesa à destruição das duas guerras mundiais...

A cidade também nos faz lembrar do Cardeal Karol Wojtyla, natural de Wadowice, uma pequena localidade ao Sul da Polônia, a 50 Km, de Cracóvia, onde ele foi Padre, Bispo, Arcebispo e Cardeal, até ser eleito no Conclave de 1978 como o Papa João Paulo II!!!



Na foto abaixo, o Castelo Wavel, construído no século XIII:



Nas quatro fotos abaixo, a Catedral, com seu domo dourado, antiga Sé do então Cardeal Karol Wojtyla:









Netinha e eu continuamos o passeio pelo Centro Histórico de Cracóvia:



Na foto abaixo, o Seminário, onde Karol Wojtyla morou, de 1951 a 1967:



O que não falta em Cracóvia (e em toda a Polônia) são Igrejas Católicas. Na foto abaixo, a Igreja de Santo André:



A pequenina Igreja de Santo Adalberto, na praça principal do Centro Histórico (Stare Miasto):



A Igreja de Santa Maria, também na praça principal do Centro Histórico (Stare Miasto):



A Igreja de São Pedro e São Paulo, com as Esculturas representando os Doze Apóstolos:



A Praça Principal (Stare Miasto) no Centro Histórico:



O que não falta são Recitais e Concertos dedicados ao Compositor Polonês Friedrik Chopin:



No país-natal de Friedrik Chopin, "tentei aprender" a tocar Piano:



Acordeon e Contrabaixo: belíssima Música Folclórica:



Estão servidos?



E, na noite de 02/06/2010, Netinha e eu jantamos no "Arka Noego" (Arca de Noé), típico Restaurante no bairro Kazimierz, antigo Gueto Judeu. O jantar foi ao som de Música Klezmer (Judia) interpretada pelo Grupo Musical "The Saints" (um trio com Violino, Contrabaixo e Acordeon)!!!. Na foto abaixo, Netinha ladeada pelos excelentes Guias Turísticos Carlos Almeida, da Queensbeyy, e Helena, Guia Local da Polônia (Polonesa, mas com excelente fluência na Língua Portuguesa)!!!



E, na foto abaixo, uma rua estreita com "fachadas de estabelecimentos comerciais", a qual foi utilizada nas filmagens de "A Lista De Schindler", dirigido por Steven Spielberg:



E, na Quinta-Feira (03/06/2010), Netinha e eu seguimos para o campo de concentração de Auschwitz, na cidade de Oswiecim:



Prefiro me abster de comentários, pois, de qualquer forma, eu não consigo acreditar que qualquer outro tirano no Planeta, por mais tirano que tenha sido, tenha sido tão desumano e tão cruel como foi Adolf Hitler, que levou seu racismo e seu fanatismo até as últimas conseqüências, tendo exterminado centenas de milhares de Judeus, além de Poloneses, Testemunhas de Jeová, Ciganos e Homossexuais, dentre outros...

Seguem abaixo as fotos dos diversos pavilhões, muitos dos quais eram os "alojamentos" onde as vítimas do campo de concentração "dormiam"...











O "paredão" onde as vítimas eram arbitrariamente fuziladas... sem roupa nenhuma, prá aumentar mais ainda a humilhação...



Cercas de arame farpado eletrificadas...



Uma câmara de gás...



O campo de concentração vizinho: Birkenau...



No mesmo dia, Netinha e eu seguimos rumo à Varsóvia. Na estrada, almoçamos no simpático e bem típico Restaurante Wiejska Chata:





O excelente Guia Turístico Carlos Almeida, da Queensberry:



E, ao final da tarde da mesma Quinta-Feira (03/06/2010), Netinha e eu já estávamos em Varsóvia (Warszawa), onde fechamos com chave de ouro essa maravilhosa Viagem pelo Leste Europeu. Na foto abaixo, uma vista da Capital Polonesa, da janela do nosso apartamento no 25° andar do Hotel InterContinental:



Ao contrário de Cracóvia, a Capital Polonesa foi totalmente destruída durante a segunda guerra mundial. A área do Centro da Cidade (Stare Miasto) foi totalmente reconstruída por meio de um trabalho que é considerado como o mais completo trabalho de restauração já realizado até hoje no mundo inteiro!!!

Na foto abaixo, o Palácio da Cultura e Ciência. Ironicamente, o mais alto e um dos mais belos edifícios de Varsóvia, mas que, tristemente significa a presença russa/soviética que durante tanto tempo se manteve instalada na Polônia...

Construído entre 1952 e 1955 pelo Arquiteto soviético Lew Rudniew, o edifício tem a altura de 230 metros e era dedicado ao Stalin...

Edifícios desse tamanho e formato são bastante comuns em Moscow.





À esquerda do Palácio da Cultura e Ciência, o Hotel InterContinental, com seus 43 andares, no qual Netinha e eu nos hospedamos na Capital Polonesa:



Fizemos o City-Tour em Varsóvia na Sexta-Feira (04/06/2010). Começamos o passeio pelo belíssimo Parque Lazienski:



O Pavão exibiu para todos nós a sua belíssima cauda:



A Polônia comemora em 2010 o bi-centenário de seu mais ilustre Compositor Friedrick Chopin (1810 - 1849), nascido na aldeia de Zelazowa Wola, um Ducado de Varsóvia, num período em que a Polônia "não existia oficialmente no mapa", conforme comentei logo acima.



Nas ruas de Varsóvia existem diversos banquinhos como esse que, além de contarem um pouquinho a Trajetória do célebre Compositor Polonês, também possuem um botão que, quando acionado, toca o trecho de uma de suas belíssimas Composições. Nesse banquinho, no Parque Lazienski, o trecho era da Polonaise Militar - Opus 40 - N° 1 - em Lá Maior!



Também no Parque Lazienski, a belíssima estátua que homenageia Friedrik Chopin. Acima do Compositor, parece uma árvore sendo empurrada pelo vento:



Em outro ângulo, porém, temos a impressão de ver a mão do Pianista:



Outros ângulos da Estátua de Chopin no Parque Lazienski:





Prosseguindo o City-Tour, Netinha e eu conhecemos também o Gueto Judeu em Varsóvia:



E chegamos ao Centro Histórico (Stare Miasto), totalmente reconstruído após a segunda guerra mundial:















Uma "Cervejinha" Polonesa! Estão servidos?



Fazendo parte da Cidade Histórica, bem pertinho da Praça Principal (Stare Miasto), a Torre Barbakan, que era um dos portões de Varsóvia, nos tempos medievais, quando a cidade era amuralhada:









Na foto abaixo, perto do Barbakan, a casa onde residiu a Cientista Marya Sklodowska Curie que, junto com seu Esposo Pierre Curie descobriu diversas propriedades radioativas dos elementos químicos Rádio (Ra) e Polônio (Po):



E uma vista do Rio Wista (Vístula):



Netinha e eu também conhecemos o Caminho Real (Trákt Królewski), que é uma das mais belas ruas da Capital Polonesa. Formado pelas ruas Krakowskie Przedmiescoe e Nowi Swiat, as quais se desenvolveram no final da Idade Média, quando o ambiente rural às margens do Rio Vístula (Wista) atraía a Aristocracia local, além dos mercadores, que construíram no local as suas residências de veraneio. Ao longo do Caminho Real também foram construídas diversas Igrejas e Mosteiros.

No Caminho Real, também se situa O Palácio Presidencial. Com a Bandeira Polonesa "a meio pau", em sinal de luto, pelo Presidente Lech Kaczynski que havia falecido recentemente, no dia 10/04/2010, vítima de um acidente aéreo.



Outras vistas do Caminho Real:







Também no Caminho Real, a Estátua que homenageia o Cientista Nicolau Copérnico:



Também no Caminho Real, ao fundo, a Igreja Santa Cruz, onde se encontra sepultado o Coração de Chopin:



Estando doente em Paris, vítima de tuberculose, o Grande Compositor e Pianista Polonês exprimiu o desejo de seu corpo fosse sepultado na Polônia, que se encontrava em plena dominação czarista.

Naturalmente que tal coisa seria impossível, na época...

Dessa forma, ele pediu que pelo menos o seu coração pudesse ser sepultado na sua Polônia natal...

Friedrík Chopin exalou seu último suspiro no dia 17/10/1849. Foi enterrado no Cemitério Père Lachaise. Seu coração foi extraído do peito e foi colocado num recipiente com álcool puro, que sua irmã mais velha Ludwika escondeu sob o vestido e "contrabandeou" através da fronteira do império russo, até Varsóvia.

Após vários anos, seu coração foi "amuralhado" na parede da nave da Igreja de Santa Cruz, em Varsóvia.

Na foto abaixo, o interior da Igreja Santa Cruz, onde repousa o Coração de Chopin:



Outra vista da Igreja Santa Cruz:



E, para enriquecer e embelezar ainda mais esse período na Polônia, a Pianista Maria Skurjat-Silva nos brindou com um Recital com belíssimas composições de Chopin, incluindo a célebre Polonaise N° 6 em Lá Bemol Maior - Opus 53 - a famosíssima "Polonaise Heróica", a qual fechou com chave de ouro essa Apresentação:







E, até breve, Polônia!!! No Domingo (06/06/2010), Netinha e eu pegamos o avião da KLM e fizemos conexão em Amsterdam, de onde voamos de volta para o Aeroporto de Guarulhos-SP, após essa maravilhosa Viagem pelo Leste Europeu!!!


A todos, um grande abraço de Netinha e Ricardinho!



E, de volta ao Brasil, retomem o contato com a nossa Autêntica Música Caipira Raiz: cliquem no banner abaixo e visitem mais uma vez o www.boamusicaricardinho.com:






Voltar ao Topo



Voltar ao Início dessa Viagem




Voltar à Página Inicial desse site